Evento que será transmitido pelas redes sociais reunirá professores, especialistas e líderes religiosos

06/10/2021 – Com o objetivo de debater a importância do direito à diferença nas escolas e compartilhar projetos pedagógicos criados na rede de ensino, que visam combater a intolerância religiosa, a Secretaria e a Fundação Municipal de Educação de Niterói realizam a Jornada Pluralismo Religioso e Educação, nesta quinta (7) e sexta-feira (8). O evento terá transmissão pelo Facebook Educação Niterói. (Carol, por favor, confirme com a Educação se podemos colocar desta forma!).

O secretário municipal de Educação, Vinicius Wu, destaca que a constituição consagra o estado laico no Brasil, o que garante a liberdade de cada um escolher a sua religião e processar a sua fé.

“Compreendemos as religiões como manifestações culturais legítimas, e deve ser garantido às crianças, aos estudantes e profissionais da educação, o direito à diferença, à manifestação de sua religiosidade sem risco de discriminação. Diante do avanço da intolerância e dos discursos de ódio que assistimos nos últimos anos, a escola como espaço de formação para a cidadania, precisa incentivar e promover o diálogo constante visando a superação da intolerância religiosa na cidade”, aponta.

Coordenadora da Coordenação de Educação na Diferença, a professora Cristiane Gonçalves de Souza, reforça que a Jornada marca um olhar da rede municipal de ensino para esta discussão, contribuindo para experiências educativas atentas ao debate sobre a diversidade e diferença religiosa.

“Um projeto político pedagógico deve estar comprometido com a equidade social e atento às situações que enunciem intolerância religiosa nas escolas, desenvolvendo ações de combate ao preconceito e à discriminação no espaço escolar. Valorizamos na rede municipal, processos formativos com a socialização de projetos pedagógicos e de ações educativas desenvolvidas por professoras e professores”, ressalta.

Programação – A Jornada terá início na quinta-feira (7), às 17h, com a mesa de abertura mediada pela professora Cristiane Gonçalves de Souza, que é coordenadora de Educação na Diferença (Cedif). O encontro contará com a participação do secretário municipal de Educação, Vinicius Wu, do subsecretário de Projetos Transversais, Cooperação e Articulação Institucional, Tiago Risso, da vereadora Verônica Lima, e da professora Michele Guerreiro (UFPE).

No dia 8, às 13h30, será exibido o documentário: “A Dona do Terreiro”, seguido de um debate. O encontro será realizado na plataforma Zoom, com inscrições no link: tinyurl.com/JornadaPluralismo. A atividade contará com a participação da diretora do longa-metragem, Deisy Anunciação, a diretora geral da Umei Almir Garcia, Tamara Faria de Oliveira, e de Jéssica Santos, mãe de uma ex-aluna da Umei. Encerrando a programação na sexta-feira, às 18h, haverá um debate com transmissão no Facebook Educação Niterói, com a participação de líderes religiosos, professores e psicólogos. Profissionais da eEducação que queiram apresentar seus projetos com esta temática devem se inscrever por meio do link: tinyurl.com/JornadaPluralismo.

Live – A Secretaria e a Fundação Municipal de Educação promovem, nesta quarta-feira (6), a partir das 18 horas, a live “Saúde Mental da criança e do adolescente: A escola como um lugar de escuta, proteção e cuidados”. A conversa, que será transmitida no Facebook Educação Niterói, tem como objetivo debater a saúde mental das crianças e adolescentes com os profissionais e os responsáveis, observando temas como a prevenção ao suicídio. A palestrante é a psicanalista e professora da pós-graduação da UFF, Marília Etienne Arreguy, com mediação dos professores da rede municipal de ensino, Márcia Bazhuni Pombo e Ronald dos Santos Quintanilha.