Início » 2021 » Educação inicia ano letivo com participação do sociólogo Boaventura de Sousa Santos

Educação inicia ano letivo com participação do sociólogo Boaventura de Sousa Santos

Calendário escolar começa no dia 25, no modelo remoto, devido ao agravamento da pandemia. Alunos terão monitores e programa de recuperação do conteúdo de 2020

 A Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Municipal de Educação deram início, nesta terça-feira (23), ao ano letivo de 2021 da Rede Municipal de Niterói com um ciclo de palestras remotas. O prefeito de Niterói, Axel Grael, participou da abertura, que contou com Aula Magna do sociólogo português Boaventura de Sousa Santos. A volta às aulas da rede municipal está marcada para a próxima quinta-feira (25) no formato remoto por conta do agravamento da pandemia do coronavírus no Brasil e também no Estado do Rio de Janeiro.

O prefeito Axel Grael destacou que a administração municipal sempre buscou pautar as ações de combate ao Covid-19 e de retomada de atividades com base na ciência, na técnica, além do diálogo com a comunidade escolar.

“Dentro do atual contexto, sabemos que é importante retomar as atividades escolares em Niterói, mas com segurança. Buscamos soluções híbridas e onlines como forma de levar conhecimento aos alunos, respeitando os profissionais. O tema que o professor Boaventura traz hoje, “O futuro começa agora: da pandemia à utopia”, nos remete à esperança da construção de um novo momento, quando superarmos a Covid-19. É o que tenho dito. Se a gente perder essa oportunidade, nós teremos perdido uma grande oportunidade histórica”, defendeu.  

O secretário de Educação, Vinicius Wu, pontuou que a rede municipal se preparou para a retomada das aulas em todos os cenários possíveis e disse que o ensino híbrido será implementado tão logo for possível.

“Niterói está agindo com responsabilidade e respeito à ciência desde o início da pandemia. Na Educação, não será diferente. Teremos muito cuidado, zelo e atenção com a saúde dos nossos professores, funcionários e alunos. Em momento algum cogitamos retomar as aulas presenciais de maneira irresponsável. Temos agora grandes desafios: recuperar o conteúdo perdido no ano passado, evitar a evasão escolar. Niterói conta com uma rede extremamente qualificada com um potencial enorme. É hora de construirmos um grande pacto em defesa da educação pública no nosso país. Aqui em Niterói faremos nossa parte”, garantiu.

O sociólogo português Boaventura de Sousa Santos falou sobre o impacto da pandemia nos sistemas de Educação.

“A primeira incidência da pandemia é na saúde, a segunda é na educação. Um ano sem aulas já é uma perturbação grande. Se forem dois, é muito mais. É uma situação que exige muito acompanhamento. Não podendo ser presencial, podemos seguir com o ensino híbrido, não podendo, online. A decisão de Niterói de aderir ao online é acertada, não porque as escolas são grandes fluxos de contaminação, mas porque o movimento dos pais, dos transportes, sim. O grande sucesso da escola é que os alunos socializem com uma frente mais ampla e quando o ensino se faz à distância, a criança no fundo socializa com a família. Temos que nos centrar também nos professores pois são heróis da nossa sociedade, enfrentam as novas gerações depois de um trauma. A educação é a garantia do futuro”, dissertou.

Início do ano letivo - As aulas vão iniciar, no próximo dia 25, na modalidade remota para todos os alunos do Ensino Fundamental. A Educação Infantil trabalhará a manutenção de vínculos afetivos com atividades lúdicas. Para os profissionais de educação, o ano letivo teve início nesta segunda-feira (22) para a organização do planejamento e da rotina escolar.

O ensino remoto contará com a Niterói em Rede, a nova plataforma pedagógica que terá aulas on-line, vídeos, fotos e textos. O ambiente virtual poderá ser acessado a partir de celular, tablet, notebook ou computador. O login e a senha serão disponibilizados aos responsáveis pela unidade de ensino em que a criança estiver matriculada. Os alunos também contarão com a ajuda de monitores durante as atividades e um programa de recuperação dos conteúdos de 2020.

A escola será responsável por distribuir também o caderno pedagógico “Caminhos de Aprendizagem”, que foi produzido com conteúdos sugeridos pelos professores da rede e será um apoio durante o ensino remoto. Os tablets que serão distribuídos aos alunos do Ensino Fundamental estão em processo de aquisição e serão entregues de maneira escalonada.